segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Usina fotovoltaica será instalada em Votuporanga/SP

São Paulo entra na rota da energia solar

Usina fotovoltaica será instalada em Votuporanga; projeto prevê venda de energia a R$300 MWh

A cidade de Votuporanga, no interior de São Paulo, está prestes a receber a primeira usina fotovoltaica do Estado. O projeto, que está orçado em R$250 milhões, foi idealizado pelo grupo de investimento chinês Sky Solar, e está sendo tocado pela espanhola Sunbeam. A usina irá ocupar uma área de 25 alqueires, com potência instalada de 33MW. Uma apresentação sobre o empreendimento ao qual o Jornal da Energia teve acesso, afirma que a pretensão do grupo é vender a energia gerada pela planta a R$300 por MWh.
Segundo o deputado estadual Carlos Pignatari (PSDB), responsável pelas primeiras intermediações entre os investidores com o Estado, a cidade foi escolhida por seu índice de insolação , que se equipararia ao das regiões Norte e do Nordeste do País. Junto à usina, a Sunbeam também pretende instalar uma fábrica para a produção dos painéis fotovoltaicos.

Para tratar da participação do Estado no empreendimento, uma reunião foi realizada em 27 de janeiro, com o secretário de Energia, José Aníbal, o secretário de Gestão Pública, Julio Semeghini e o prefeito de Votuporanga, Junior Marão. Na oportunidade, umas das condicionantes apresentadas pela empresa para que o projeto saia do papel foi o investimento dos governos federal e estadual no setor, bem como a garantia de rentabilidade do empreendimento. "Não podemos começar a implantação até que o Ministério de Minas e Energia garanta a venda da energia. Só começaremos fazer a montagem com essa garantia", afirma o diretor da Sunbeam, Pedro Vaquer.

Segundo Pignatari, a reunião foi muito positiva. “O secretário foi conhecer o projeto e está esperando um trabalho feito pelos técnicos da secretaria para ver qual vai ser a participação, se vai ter ou não”. O preço perseguido pelos investidores para a usina está abaixo do apresentado em empreendimentos solares planejados para o País. Segundo o CEO da Braselco, Armando Abreu, consultoria especializada em fontes renováveis, o custo da geração solar está entre R$400 e R$600 por MWh.

Fonte: Jornal da Energia

Nenhum comentário:

Postar um comentário